24 abril, 2014

Boletim pluviométrico

Per.: das 7:00hs de 23/04/2014 as 7:00hs de 24/04/2014

 No. Postos Existentes: 197                No. Postos sem Contato:  70
  No. de Postos com Chuva:  24               No. de Postos sem Chuva: 103

MESORREGIAO OESTE POTIGUAR  
Major Sales(Prefeitura)                                  20,0
Parau(Prefeitura)                                        20,0
Felipe Guerra(Prefeitura)                                11,0
Assu(Particular)                                          7,9
Jose Da Penha(Emater)                                     7,9
Luis Gomes(Delegacia)                                     5,0
Sao Miguel(Emater)                                        2,0
Assu(Emater/st. Casa Forte)                               1,8
Coronel Joao Pessoa(Emater)                               1,0
Jucurutu(Emater)                                          1,0

MESORREGIAO CENTRAL POTIGUAR
Angicos(Prefeitura)                                      31,5
Florania(Sitio Jucuri)                                   26,0
Santana Do Matos(Emater)                                 25,0
Ipueira(Emater)                                          14,0
Acari(Particular)                                         6,6
Fernando Pedroza(Emater)                                  5,9
Caico(Acude Itans)                                        4,8
Carnauba Dos Dantas(Emater)                               4,5
Sao Vicente(Emater(ex-particular))                        4,2
Sao Joao Do Sabugi(Emater)                                4,0
Cruzeta(Base Fisica Da Emparn)                            3,7
Ouro Branco(Sindicato Trab.rurais)                        2,5

MESORREGIAO AGRESTE POTIGUAR
Jacana(Emater)                                           13,1
Coronel Ezequiel(Particular)                              9,0
 
Gerência de meteorologia

23 abril, 2014

Emparn aguarda para segunda feira 28, Montagem de Torre Micrometeorológica

Prezado José Augusto,
Boa tarde.

Estamos preparando nossa viajem a Emparn Caicó na próxima segunda-feira dia 28/04/2014 para montagem da torre micrometeorológica conforme combinado anteriormente. A equipe técnica responsável pela montagem e instalação da torre será composta por:

- Lindenberg Lucena da Silva;
- Laerte Bezerra Amorim;
- Carlos Antônio Costa dos Santos;
- Domilson Joventino da Silva;
- Fábio Cesár Rodrigues dos Santos.

P.S. Conversando por telefone com Carlos, ele falou que existe a possibilidade de ficarmos hospedados ai mesmo na Emparn. Desde já agradeço em nome do Instituto nacional do Semiárido.

Atenciosamente,
--



22 abril, 2014

O Pesquisador Responde

Gostaria de receber da EMPARN, o projeto desenvolvido por essa empresa. As informações de produção e rendimento que estão na Emparn em Caicó e que estão à disposição daqueles que queiram estudar a atividade. sou Técnico em Agropecuária e estou tentando desenvolver em minha região está atividade. A nossa região situa em Itambé interior da Bahia. Temos pequenos agricultores e a maioria vivendo com pouca renda familiar. Nossa região, dispõe de uma riqueza natural de rios, lagos e represas. Temos também uma comunidade dos quilombolas que se beneficiariam com este projeto.

Desde já agradeço a atenção...

TEC EM AGROPECUÁRIA:
RUBENS SILVA FERRAZ
TEL: (77) 3424 5496
CEL:(77) 8803 0302
rubi_500@hotmail.com

Caro Rubens,

A Coordenadora de Piscicultura da Emparn é Dra Ana Célia Barbosa. Ela tem as informações das pesquisas já realizadas e podem ser disponibilizadas aos produtores e interessados em geral.

Seguem os contatos: 84.3232-5854 (Recepção)
                                acbarbosa-emparn@hotmail.com
                                acpescas@yahoo.com.br

Estamos à disposição

José Augusto Filho
Gerente Emparn Caicó

Tecnologia para o cultivo do coqueiro

Uma das características favoráveis à cultura do coqueiro é a produção contínua, o que permite ao produtor abastecer o mercado consumidor durante todo o ano. Vale salientar, entretanto, que essa produção contínua só será garantida por meio de um manejo adequado com inovações tecnológicas para produção integrada e intensiva, procedimentos que propiciarão incrementos na produção do coqueiral.

O coqueiro, em nível mundial, sempre foi tratado como palmeira oleaginosa. Entretanto, no Brasil, a cultura destinou-se à produção de frutos, tanto para o consumo “in natura” quanto para a industrialização, obtendo-se, entre outros produtos, o leite de coco e o coco ralado.

A lém disso, nos últimos anos, verifica-se a expansão acelerada de um outro mercado: o da água de coco. Esse produto, inicialmente comercializado “in natura”, já se encontra disponível no mercado em copos plásticos, embalagens “tetrapack” (longa-vida) ou em garrafas, congelado.

Também, existe um grande potencial para híbridos e gigantes serem inseridos na produção de biodiesel, com uma porcentagem de óleo variando de 60 a 70% na copra, podendo produzir acima de duas toneladas de óleo/ha/ano.

Os sistemas de produção de coco trabalhados compreendem quatro situações:
1. coqueiro anão verde irrigado;
2. coqueiro Híbrido irrigado;
3. coqueiro Híbrido de sequeiro e
4. coqueiro gigante adulto de sequeiro.

Quer saber mais leia:
Cultivo do Coqueiro no RN
José Simplício de Holanda
Maria Cléa Santos Alves
Marcone César Mendonça das Chagas
www.emparn.rn.gov.br

21 abril, 2014

Irrigantes e aquicultores têm descontos na tarifa de energia elétrica no Piauí‏

Os consumidores da Eletrobras Distribuição Piauí, classificados como rurais e cuja finalidade da unidade consumidora seja irrigação ou aquicultura, podem ter descontos especiais na tarifa de energia elétrica.

De acordo com a Resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica-ANEEL 414/2010, os consumidores classificados como irrigantes e aquicultores (criação de peixes, moluscos, crustáceos) podem receber até 90% de desconto na tarifa de energia elétrica, para consumos no horário entre 21h30 e 6h do dia seguinte, chamado de horário reservado.  De acordo com o líder de Processo da Área Comercial, Josué Fernandes, no Piauí, existem 130 consumidores que já utilizam o benefício concedido pelo Governo Federal.

Para ter acesso ao desconto na tarifa de energia elétrica, no caso do beneficio federal, o interessado deverá efetuar a sua solicitação por escrito em uma Agência de Atendimento da Eletrobras. “É importante informar que o consumidor não deve possuir débitos vencidos junto à Distribuidora relativos à unidade consumidora a ser atendida”, destaca Josué.
O Piauí possui, também, a Lei Estadual Nº4.542, de 28 de dezembro de 1992, que estabelece subsídios que variam de 10% a 70% sobre o valor de consumo faturado, conforme a área irrigada. Em todo o Estado, 4.660 consumidores recebem esse desconto.

A diferença do valor pago pelo consumidor beneficiário desse convênio é subsidiada pelo Governo do Estado, com a diminuição do valor do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços-ICMS que a Eletrobras Distribuição Piauí recolhe dos cofres públicos.

No caso do desconto estadual, o consumidor deverá procurar o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Piauí- EMATER-PI para elaboração de um projeto de irrigação. Após a aprovação, o abatimento será concedido.

Edição do Jornal da Parnaíba | Por Rosália Teixeira
Colaboração ao Blog:
Rafson Varela dos Santos
Bacharel em Aquicultura
Mestrando em Ciência Animal - UFERSA
(86) 9807 3790 (tim)
(86) 8142 6191 (vivo)
(86) 3322 4034 (fixo)
Endereço para acessar CV: http://lattes.cnpq.br/5524043280188969

17 abril, 2014

O que mais estamos fazendo . . .







Continuam as vendas de pintos







Limpeza em frente à empresa




Entrega de mudas para Acari - Gargalheiras









Reforma carroceria Cargo 815










Dentre outras providências . . .
Mas, é Semana Santa!
E até segunda feira, não será possível atualizar o Blog
Obrigado pela companhia, e até  lá.
Mande seu recado para:
joseaugusto-emparn@hotmail.com
 

16 abril, 2014

Produção de pintos caipiras



Hoje é quarta-feira, Dia de Nascimento. É assim que nós, funcionários da Emparn denominamos o dia da semana em que fazemos a retirada dos pintos da Incubadora, e após sexagem e vacinação, atendemos às reservas feitas com antecedência.  

Hoje, faremos as entregas nas Rotas já estabelecidas (Mossoró - Pau dos Ferros - Caraúbas), bem como atenderemos aos criadores que vem até aqui.

Telefones para encomendas: Zilmar Diniz     9805-5557 (7 às 13 hs)
                                              José Augusto    9962-6707
                                              José Marques    3232-5870 Natal

15 abril, 2014

Dia da Conservação do Solo



Obras da Barragem de oiticica seguem dentro do cronograma‏

O Secretário adjunto da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Luciano Cavalcanti, visitou na manhã de ontem (14) as obras da barragem de Oiticica, em Jucurutu. Acompanhado da equipe técnica da Sermarh, responsável pelo andamento e fiscalização da construção e dos representantes das empresas responsáveis pela execução e supervisão da obra, ele conferiu, de perto, todas as ações que estão sendo desenvolvidas no local.

De acordo com Luciano, as obras se encontram dentro do cronograma com um percentual de execução de 25% e partir de agora terão um avanço considerável, uma vez que, as definições sobre as fundações já foram consumadas. “Estão sendo iniciadas as fundações do maciço central da barragem, que é efetivamente a parede de concreto do sangradouro”.

O Secretário esteve também no canteiro de obras e na parte da usinagem onde se fabrica todo concreto que será usado na construção. “Fizemos uma inspeção no laboratório que controla a produção de concreto e constatamos que tudo está de acordo com as especificações contidas no termo de referência de contratação da barragem” ressaltou Luciano.

A obra está sendo realizada pelo Consórcio EIT/ENCALSO, sob a supervisão da KL serviços de Engenharia S/A. A cargo da KL, também ficou o recadastramento para o processo de desapropriação e reassentamento dos moradores de Barra de Santana, distrito de Jucurutu onde está sendo construído o reservatório. Todo amparo sobre a parte legal desse processo está sendo acompanhada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

O custo total do convênio será de R$ 311 milhões, sendo R$ 19 milhões de contrapartida do Estado. Dentro deste cronograma financeiro, R$ 8 milhões estão sendo destinados à desapropriação e R$ 11,5 milhões investidos no reassentamento.

O lugar onde o reservatório está sendo construído, localiza-se sobre o rio Piranhas-Açu entre os municípios de Caicó e Jucurutu. A Barragem beneficiará diretamente 350 mil habitantes em 17 municípios do estado. Indiretamente a obra, com capacidade para 556 milhões de metros cúbicos, atenderá toda a população dos municípios do Seridó, Vale do Açu e região Central do Rio Grande do Norte, beneficiando mais de 500 mil pessoas.

INFORMAÇÕES À IMPRENSA:
Ulyana Lima - (84) 8841-2890/8124-9885
Assessora de Imprensa da SEMARH
Estagiária: Nathália Macêdo
Bolsista: Cleber Renato
(84) 3232-2426/3232-2424
E-mail: imprensa-semarh@rn.gov.br
Twitter: @semarh

Convocatória Assembleia Geral Ordinária SINAI‏

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA
EDITAL DE CONVOCAÇÃO


O Coordenador Geral do SINAI no uso de suas atribuições estatutárias, de acordo com o artigo 22º, parágrafo primeiro, convoca todos os filiados para uma Assembleia Geral Ordinária a se realizar no dia 25 de abril de 2013 (sexta-feira) às 09h, em primeira convocação com 50% (cinquenta por cento) mais 1 (um) dos sócios e às 09h30min, em segunda convocação, com pelo menos 10 (dez) sócios presentes, na Sede do SINAI/RN, na Rua Leonardo Drumond, 1661 – Lagoa Nova, nesta Capital, com a finalidade de aprovar o balanço físico e financeiro do Exercício de 2013.


Natal/RN, 25 de março de 2014.


José Nilson Bezerra
Coordenador Geral


SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DA ADMINISTRAÇÃO INDIRETA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
RUA: LEONARDO DRUMOND, Nº. 1661, LAGOA NOVA, NATAL/RN,
CEP. 59.075-210 – FONE/FAX: 3206-1851, 3206-1861 e 3206-1899
CNPJ: 24.371.163/0001-49
Filiado a INTERSINDICAL

Boletim pluviométrico

Per.: das 7:00hs de 14/04/2014 as 7:00hs de 15/04/2014

 No. Postos Existentes: 197                No. Postos sem Contato:  66
 No. de Postos com Chuva:  19              No. de Postos sem Chuva: 112

MESORREGIAO OESTE POTIGUAR  
Felipe Guerra(Prefeitura)                                38,0
Campo Grande(Particular  2)                              28,0
Jucurutu(Emater)                                         26,7
Campo Grande(Particular)                                 22,1
Parau(Prefeitura)                                        15,0
Sao Rafael(Emater)                                       14,6
Apodi(Prefeitura)                                         6,5
Apodi(Base Fisica Emparn)                                 4,5
Marcelino Vieira(Emater)                                  4,5
Itaja(Emater)                                             3,1
Upanema(Prefeitura)                                       1,0
Rafael Godeiro(Emater)                                    0,1

MESORREGIAO CENTRAL POTIGUAR
Florania(Sitio Jucuri)                                   42,7
Florania(Inemet)                                         18,8
Santana Do Matos(Emater)                                 16,0
Cerro Cora(Emater)                                        2,4
Caico(Acude Itans)                                        0,4

MESORREGIAO LESTE POTIGUAR
Nisia Floresta(Particular)                                3,0
Natal                                                     0,3 
 
Gerência de Meteorologia 

O Pesquisador Responde

Olá José Augusto,

Escrevia dias atrás para tirar uma dúvida sobre mortes de minha criação de galinhas. Após recomendações da Veterinária Vanessa Diniz, apenas mais um indivíduo morreu. Muito obrigado.

Escrevo agora pra saber se o senhor teria acesso a cartilha de produção de mandioca que está disponível no seguinte site da Emparn.

Tentei baixar aqui em casa e diz que o arquivo tá corrompido.

O senhor teria esse arquivo ou conhece alguém que poderia disponibilizar? Estou planejando uma plantação e queria aproveitar essas chuvas.

Att,
Vitor Vasconcelos.
 
Caro Vitor 
 
O Pesquisador que na Emparn trabalha com mandioca é Dra Maria Cléa Santos. Você pode fazer contato pelo e:mail mclea-emparn@rn.gov.br ou pelo Tel (recepção Emparn) 3232-5454.

Ficamos à disposição

José Augusto Filho
Gerente Emparn Caicó

Açude Antônio Vaqueiro na Emparn de Cruzeta


O Açude Antônio Vaqueiro, construído na Estação Experimental de Cruzeta e inaugurado em dezembro de 2012, finalmente vem tomando água com as chuvas ocorridas nos últimos dias.

Na foto abaixo, do dia 08/03, enviada pelo gerente Márcio Raimundo, o açude apresenta um lâmina de água de cerca de 1,5 m, segundo cálculos dos nossos colegas daquela estação. Com as chuvas ainda esperada para este ano, espera-se que o açude possa acumular água suficiente para o uso ao qual foi projetado.

14 abril, 2014

Cientistas apontam saídas para desastre climático global

Estudo de especialistas da ONU mostra que planeta ainda pode reverter previsões sombrias de catástrofes naturais. Para isso, emissões de gás do efeito estufa precisam ser reduzidas a no mínimo 40% até 2050.
Apesar de todos os esforços globais para tentar reduzir a emissão de CO2 prejudicial ao clima, a liberação de gases causadores do efeito estufa teve maior aumento entre os anos 2000 e 2010 do que em qualquer outra década anterior, desde 1970.
O balanço consta do terceiro relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, sigla em inglês), publicado neste domingo (13/04) em Berlim. O documento, elaborado por 195 cientistas nos últimos quatro anos, vinha sendo discutido desde o início da semana passada por representantes de vários governos nas Nações Unidas, reunidos na capital alemã.
Apesar da perspectiva sombria, o relatório intitulado Mitigação da mudança climática traz esperança de que a situação pode mudar. Segundo seus autores, só será possível limitar os drásticos efeitos de catástrofes naturais – como inundações e secas – se os países conseguirem manter o aumento anual da temperatura do planeta em até 2 graus Celsius.
Mas para tal, os autores do estudo apontam a necessidade de se estabelecer um conjunto de medidas políticas e técnicas. “A mensagem científica é clara: a fim de evitar danos perigosos ao sistema climático, as coisas não podem continuar como estão”, explica o cientista alemão Ottmar Edenhofer.
O relatório divulgado agora é a terceira parte de um levantamento sobre mudanças climáticas. A primeira parte foi publicada em 2013 em Estocolmo, Suécia; a segunda, há poucas semanas em Yokohama, Japão.
Menos CO2 até 2050
Os especialistas do clima apontam que a meta dos 2 graus Celsius só poderá ser alcançada se as taxas de emissão de gases-estufa caírem entre 40% e 70% até 2050. Para garantir o futuro das próximas gerações, as emissões de CO2 e similares terá que ser praticamente nula, até o fim deste século.
No entanto, ressaltam, não basta diminuir a liberação de gases no meio ambiente. Para se chegar à ambiciosa meta de redução das mudanças climáticas, Edenhofer e seus colegas Ramón Pichs-Madruga, de Cuba, e Youba Sokona, do Mali, consideram ser essencial ter uma atmosfera completamente livre de CO2.
O trio de cientistas não tem dúvidas de que a comunidade internacional precisa ser ágil em aplicar uma série de medidas a fim de limitar o aquecimento anual em apenas 2 graus Celsius. Por isso é fundamental cumprir a meta básica inicial de estabilizar a concentração dos gases responsáveis pelo efeito estufa na atmosfera. Para conseguir isso, é necessário reduzir as emissões em todos os setores, seja na geração e consumo de energia, na produção de bens de consumo, alimentação, meios de transporte ou moradia.
Cooperação internacional
Os cientistas enxergam um grande potencial no desenvolvimento da eficiência energética e reflorestamento. Para eles, a adoção de tecnologias menos poluentes oferece uma grande chance de diminuir os custos que seriam empregados para minimizar as mudanças climáticas.
Um melhor uso da terra é outro componente-chave desta equação. Desmatamento em menor escala e maiores áreas de reflorestamento podem, na avaliação dos especialistas, não apenas estancar a emissão de CO2 como até reverter o risco atual. Segundo o relatório do IPCC, o reflorestamento orientado pode até mesmo eliminar os gases-estufa da atmosfera.
Os cientistas afirmam que o uso de biomassa e o armazenamento subterrâneo de CO2 podem surtir o mesmo efeito, mas alertam sobre os riscos que essas técnicas acarretam. Assim, o objetivo principal deve ser buscar maneiras de desatrelar o crescimento econômico da necessidade de emitir gases poluentes, ressalta Sokona no relatório. Edenhofer complementa: “A chave para reduzir o aquecimento global está no trabalho de cooperação internacional.”
“Este relatório é muito claro sobre o fato de estarmos perante uma questão de vontade mundial, e não de capacidade”, afirmou o secretário americano de Estado, John Kerry, num comunicado em que comenta o relatório do IPCC. (Fonte: Terra)

Manejo das aves matrizes

Matriz Sasso Lote - II
Ampliação do espaço para maior conforto